domingo, 24 de fevereiro de 2013

O Lado Bom da Vida - Malu Corrêa


Quando eu vi o trailer de O lado Bom da Vida, não achei que seria nada demais, muito menos tão aclamado pela Academia. Claro que o elenco chama a atenção de cara, mas me pareceu meio trendy; todo ano rola um filme de tema parecido. Porém, a simplicidade do filme conquista quem assiste de cara.

Contando a história de um cara bipolar que volta a morar com os pais depois de uma temporada num hospital psiquiátrico, o filme é super atual, além de ser mais identificável para o público do que seus concorrentes do Oscar. A determinação de Pat (Bradley Cooper) a ver as coisas positivas na vida, mesmo com todos os problemas que ele tem, é cativante do começo a fim; você se encontra torcendo por ele durante o filme inteiro. Isso sem falar da personagem de Lawrence, cuja história é de partir o coração.

O mais bacana do filme todo é a performance de Jennifer Lawrence. Atualmente conhecida como a garota de The Hunger Games, ela mostra que ela é muito mais do que uma atriz meio teen, com uma atuação digna de aplausos (e do Oscar também).
É um filme muito bem feito: David O. Russell mostra um novo estilo, bem diferente daquele de O Maquinista. Porém, acho improvável que leve melhor diretor, especialmente quando ele concorre com grandes nomes como Steven Spielberg e Ang Lee. Já melhor filme, não acho que tenha chance contra mega produções como Lincoln ou Os Miseráveis. Se bem que a Academia adora surpreender de vez em quando, né?

Nenhum comentário:

informações

imagemdospovos@imagemdospovos.com.br

Povos do Imagem